shabd-logo

Ultimo Dia Na Escola

25 December 2023

3 Viewed 3

Um quarto pequeno e escuro que só possui um pequeno colchão velho e uma estante pequena. O quarto nem possui uma lâmpada, mas ao menos está limpo. Dentro da estante tem algumas poucas peças de roupas, incluindo duas peças de uniforme e escondido num canto atrás do colchão, um pequeno celular dado de presente por um amigo e um carregador velho.

Deitado no colchão, embaixo de um lençol velho com algumas marcas de sangue, estava um garoto magro de cabelos loiros platinados e olhos acinzentados, seus olhos meio vazios e um corte feio em sua testa. Um garoto de 14 anos.
Ele começa a se movimentar lentamente.
— Ughh!! Ai!...
Ele geme um pouco de dor, mas eventualmente ele se levanta, revelando alguns hematomas em vários lugares que poderiam ser facilmente escondidos se usasse a roupa certa. Ele pega o celular e uma peça de uniforme e caminha até o banheiro se apoiando na parede.

Quando ele entra no banheiro, ele percebe o corte em seu rosto e faz uma pequena careta.
— Tsc! Ele tinha que fazer uma marca no meu rosto. Maldito bêbado!
Ele tomou um banho tranquilo enquanto um pouco de sangue saia de alguns lugares de seu corpo, depois do banho ele começou a colocar bandagens em seus machucados mais sérios e em sua testa.
Também vestiu seu uniforme e arrumou seu cabelo, nenhuma de suas feridas era visível, tirando o grande curativo em sua testa e algumas poucas cicatrizes.
O banheiro era grande, bonito e caro, um belo contraste se comparado ao quarto velho. O resto da casa era o mesmo do banheiro, lotado de objetos caros para todos os lados, que por alguma razão o garoto loiro mantinha uma boa distância. Mas o estranho era alguns arranhões e marcas de pancada nas paredes.

Chegando à cozinha o garoto vai até a geladeira e hesita um pouco antes de abri-la, ao encontrar apenas várias garrafas de bebidas alcoólicas a decepção pode ser vista em seu rosto, ele ajoelha no chão em decepção.
— Ele Trouxe uma mulher aqui de novo? Juro que tinha deixado um pudim aqui... Foi um presente do Hideu...
As mãos dele começaram a tremer enquanto ele olhava para o chão, quando de repente ele começou a pegar todas as garrafas e virar na pia com um rosto cheio de frustrações.
— Velho estúpido, aposto que vai entrar em desespero quando não encontrar nenhuma das suas garrafas na geladeira! — Ele disse com um largo sorriso no rosto, enquanto franzia a sobrancelha.
E logo esse sorriso se foi e sua expressão se tornou pavor.
— Eu provavelmente não vou conseguir aparecer na escola por alguns dias, não é mesmo?... Haa... Vamos terminar isso logo pra eu não me atrasar... Eu deveria ir para a escola pelo menos por hoje.
Ele começou a recolher uma grande variedade de lixo que seu pai tinha espalhado pela sala, cigarros, garrafas de vidro, pipocas, hambúrgueres comidos pela metade, roupas espalhadas, roupas femininas e masculinas... Algumas das garrafas estavam quebradas e alguns cacos estavam ensanguentados. Ele cortou seu dedo em um dos cacos que estava juntando, mas continuou juntando-os mesmo assim.

De repente, ele percebeu que seu pai havia deixado a TV ligada e estava passando um desenho infantil popular.
— Tão estúpido. As crianças realmente se divertem com essas coisas?...
Ele disse isso, mas acabou vidrado na TV enquanto terminava de limpar a sala, após juntar todo o lixo ele pegou o controle e relutantemente desligou a televisão
— Eu provavelmente não vou ver algo assim nunca mais...

Ele juntou todas as sacolas de lixo, pegou sua mochila e caminhou para o lado de fora. Jogou as sacolas no lugar para que o caminhão de lixo levasse e começou a andar. Seu estomago começou a fazer barulhos e ele colocou sua mão enquanto fazia uma cara um pouco triste.

— Katashi!! Aqui!! — Um garoto de olhos puxados castanhos e cabelos cinzas, estava gritando enquanto acenava para o garoto loiro.
— Hideu, que péssimo dia né? — Katashi disse enquanto sorria e acenava para Hideu.
— Qual é? Por que está todo deprê logo de manhã? — Ele disse enquanto franzia a sobrancelha
— Eu não sou sempre assim?
— De jeito nenhum!! Num dia normal você teria só olhado pra mim e me ignorado!
— Desde quando esse tipo de reação é melhor?
— Quando se trata de você é melhor... De qualquer forma, aqui, pra você — Hideu abriu a bolsa, tirou uma sacola de papelão de lá e entregou para Katashi. Dentro do saco tinha uma grande baguete.
— ... Como sabia que eu precisava comer algo hoje?
— Na verdade...— Hideu desviou o olhar e esperou Katashi terminar de dar uma mordida na baguete — Eu trouxe essa baguete pra mim haha... Eu apenas percebi que você parecia com fome...
— Quê!? Não precisava me dar o seu lanche, eu não estava com tanta fome assim!! — Nesse mesmo instante sua barriga fez alguns barulhos altos
— Hahaha!! Sua barriga parece discordar, mas... E esse curativo na sua testa?... Não me diga que...— Hideu começou a ficar ansioso e preocupado de repente.
— Não é nada, só um machucadinho que fiz sem querer. — Katashi disse e voltou a comer a baguete.
— Certo... — Disse Hideu de cabeça baixa, de repente ele levantou a cabeça e ele parecia um pouco surpreso, mas alegre — Olha ali!! É o Hikaro!! Ei!! Hikaro!!.

— Sério, você devia parar de ser tão escandaloso, Hideu. — Disse Hikaro um rapaz de cabelos castanhos e olhos azuis.
— Hehehe, Katashi me disse uma vez que gosta do meu jeitinho escandaloso.
— Fala sério... Hm? Um machucado na sua testa? — Ele de repente franziu as sobrancelhas e rangeu os dentes — Isso foi-
— Isso não é nada! Eu te falei pra não falar mais sobre isso! — Katashi disse num tom ameaçador enquanto encarava Hikaro.
— Tsc!!
— Tsc!? — Katashi agarrou Hikaro pelo colarinho enquanto o lançava um olhar ameaçador.
— Você devia controlar esse seu temperamento... Está ficando cada vez pior. — Katashi disse com as sobrancelhas franzidas.
— Ei pessoal, não vamos brigar, ok? Nós somos amigos, MELHORES AMIGOS!! Não vamos brigar por uma besteirinha dessas!! Okay?
— "Besteirinha"!? — Katashi perguntou com um olhar assassino.
— Haha... — Hideu deu uma risada falsa, ele estava um pouco assustado com o jeito que Katashi estava falando.

Katashi olhou para a expressão assustada de Hideu por um tempo e então largou Hikaro e desviou o olhar.
— ... Desculpa, não consigo evitar... Não estou no melhor dos dias... — Disse Katashi enquanto olhava para o chão.
— Nós sabemos — Hikaro e Hideu falaram ao mesmo tempo.
— Mas, na verdade... Não foi tão ruim assim, eu vi um desenho infantil pela primeira vez hoje, o Hideu compro meu lanche favorito e...
"Eu me livrei de todas as bebidas do meu pai que estavam na geladeira..."
— Quê!? Espera aí... Você nunca viu um desenho infantil!? Você não disse que o Super Shock era o seu herói favorito quando éramos crianças!? — Hideu parecia genuinamente confuso e Hikaro não mostrava nenhum tipo de expressão.
— Eu ouvi isso de outra criança naquele dia...
— Minha vida é uma mentira!! — Hideu parecia estar em desespero e muito triste — Eu falei pra tantas pessoas que seu herói favorito era ele... Eu estava tão orgulhoso por eu e Hikaro sermos os primeiros a saber qual era seu herói favorito... — Hikaro estava acenando com a cabeça, concordando com Hideu.
— Haha... Desculpa...
Hideu e Hikaro se entreolharam, pareciam que queriam dizer algo, mas permaneceram em silêncio.

Chegando na escola, eles passam por um beco onde tinha um garoto baixinho de cabelos brancos e olhos verdes, deitado no chão, assustado e com alguns machucados. Em pé na frente dele estava um garoto de estatura média, cabelos platinados e olhos castanhos, dando risadas enquanto pisava no garoto.
— Eii!! Katashi~ olha esse perdedor, você acredita? ~ esse zé mane se atreveu a esquecer o "seu" dinheiro em casa~ por isso eu resolvi ensinar uma lição para ele no seu lugar~
Hikaro e Hideu olharam para ele com um pouco de desgosto
— Ichiro... Não tem necessidade de você bater no garoto, vamos logo... — Disse Katashi sem parecer se importar muito com a situação.
Ichiro olhou para Katashi por alguns segundos e fez uma pergunta.
— Você não estava precisando do dinheiro?
— Um pouco, mas não importa tanto agora... E o dinheiro é desse idiota mesmo. — Disse Katashi.
— ... Certo, se você diz~ — Ichiro disse com um sorriso e se afastou do garoto no chão.
— Ha! P-precisando do meu dinheiro né, duvido que seja algo tão importante assim. T-talvez, você queira usar pra fazer apostas ilegais? — Disse o garoto com um sorriso orgulhoso.
Nesse instante Ichiro se virou e deu um enorme chute na barriga do garoto ainda no chão.
— Ugh!
— O que ele pretende fazer com esse dinheiro não é da conta de um inseto insignificante como você!! — Disse Ichiro com um rosto ameaçador.
— Você não sabe de nada garoto... — Disse Hikaro.
— Apostas ilegais né~ Haha! Até parece! Ele não tem nem comida direi— Katashi deu um muro na cabeça de Hideu antes que ele terminasse de falar.
— Não fale coisas desnecessárias e vamos embora logo, eu quero sentar um pouco, estou meio cansado. — Disse Katashi.
Ichiro correu na direção de Katashi e o olhou de perto.
— Você está bem? — Ele perguntou com as sobrancelhas franzidas.
— Sim, só um pouco cansado mesmo...
— Sei... — Disse Ichiro e se afastou um pouquinho.
Enquanto os quatro caminhavam para longe, o garoto de cabelos brancos os olhava um pouco confuso e com dor.

Os quatro caminharam até a sala de aula e se sentaram em um canto, a sala tinha um total de 33 alunos e os outros alunos pareciam evitar um pouco o grupo de Katashi. No intervalo Katashi foi a cantina pegar um pouco da comida que eles serviam de graça, a tia da cantina parecia um pouco preocupada com Katashi estar um pouco magro demais e encheu o prato dele para que ele engordasse um pouco. Ele foi comer no terraço com seus amigos e após comer um pouco ele pareceu lembrar de algo e fez uma cara um pouco triste.
— Então é... Obrigado por tudo, vocês são ótimos amigos. — Ele disse casualmente.
— O que é isso!? Você está me assustando, não fale coisas assim!! — Hideu deu um pulo e derrubou seu garfo.
— Aconteceu alguma coisa não é mesmo? Oque foi dessa vez hein? — Ichiro me perguntou com um rosto um pouco preocupado.
Katashi tremia um pouco enquanto mastigava sua comida com as sobrancelhas franzidas.
— Eu tava pensando... Eu poderia dormir na casa de um dos três essa noite?... Ah! E vamos dar uma passada naquela lan house pra jogar alguma coisa.
— C-claro!! Vamos todos pra minha casa!! Vamos fazer uma festa do pijama e nos divertir até tarde!! — Hideu estava muito animado, mas sua voz tremia um pouco...

Eles voltaram a sala e estudaram um pouco, tudo parecia bem tranquilo e normal até que um símbolo brilhante apareceu do nada e cobriu toda a sala, todos ficaram confusos sem saber o que estava acontecendo naquela hora e de repente aquilo brilhou tanto que os deixou cegos por alguns momentos, quando eles abriram os olhos novamente estavam em um enorme salão com um trono enorme na frente deles. Sentado no trono estava um senhor de cabelos brancos, barba e uma coroa, mas mesmo com aquele cabelo branco ele não parecia muito velho e era um homem realmente bonito, envolta deles estavam vários cavaleiros em armaduras pesadas e uma linda mulher de armadura que estava em pé ao lado do trono os olhava com desprezo.
— Que merda que essa velha esquisita está olhando!?
Todos olharam para Katashi que estava gritando essa frase.
— Que foi? Ela estava olhando pra nós de um jeito parecido com o jeito que meu pai me olha, aquilo me incomodou um pouco. — Katashi disse casualmente.
— Seu pai te olha daquele jeito?... — Quem perguntou isso foi Katsu, o representante de sala, um garoto de cabelos negros e olhos castanhos.
— Ah... Não, desculpa, me confundi, não era meu pai. Quem era mesmo que me olhava assim?~
— Como você pode confundir isso com seu pai? — Katsu novamente
— Haha... Boa pergunta, como eu pude me confundir assim?~
Os amigos de Katashi olhavam para ele desconfiados.

Eles tinham sido invocados em outro mundo, um mundo de fantasia e magia. Cheio de raças novas, mistérios e segredos escondidos.

8
Articles
The Good-hearted Delinquent
0.0
Katashi é um adolescente um pouco mal-humorado com alguns problemas psicológicos. Ele estará lutando contra forças poderosas, pessoas com grande influência, enquanto também luta contra seus próprios traumas. Ele e sua classe são invocados por um rei para outro mundo visando matar o rei demônio e salvar o império local, apesar de relutantes, eles acabam de alguma forma concordando em ajudar, eles mudam de ideia pouco tempo depois, mas as coisas se provam não sendo tão facil como eles esperavam. Esse é um mundo de magia e fantasia, existem elfos, fadas, anões, monstros, demônios e muito mais. E eles descobrem que o império não é tão inocente e pacífico quanto parecia, com mais problemas internos que tudo. Que tipo de desafios eles irão encontrar? Katashi será capaz de superar seus medos?
1

Ultimo Dia Na Escola

25 December 2023
0
0
0

Um quarto pequeno e escuro que só possui um pequeno colchão velho e uma estante pequena. O quarto nem possui uma lâmpada, mas ao menos está limpo. Dentro da estante tem algumas poucas peças de roupas,

2

Nobi

25 December 2023
0
0
0

Um quarto espaçoso, limpo e arrumado, com várias estantes cheias de livros, videogame e até um computador. Uma cama bonita, macia e cheirosa e um guarda-roupa cheio de roupas limpas e caras. Além de u

3

Cicatrizes

25 December 2023
0
0
0

A cavaleira que estava antes desprezando eles, Mei, os mostrou os lugares. — Não, espera. Vocês ainda têm suas famílias no outro mundo, não é mesmo? Se vocês não quiserem ficar aqui, eu posso ficar a

4

Uma história de infância

25 December 2023
0
0
0

Algumas messas grandes e fartas, estavam postas num enorme salão onde estavam todos divididos em grupos de no máximo 8 pessoas. Katashi andou até uma das messas vazias e se sentou com seus amigos. —

5

Primeiro Treino

25 December 2023
0
0
0

No amplo corredor do castelo, Katashi caminhava depressa enquanto Hideu o seguia logo atrás. — Ei! Katashi!! Me desculpa! — Gritou Hideu. Katashi parou por momento, o que surpreendeu Hideu. — Aquel

6

Impossível Voltar

25 December 2023
0
0
0

Alguns poucos dias se passaram e finalmente os que lutam corpo a corpo estariam aprendendo mana, aqueles que podiam usar mana. Os magos estariam aprendendo todo tipo de feitiço e treinando seu control

7

Fora do castelo

25 December 2023
0
0
0

Eles foram até a cidade e olharam em volta, o lugar era bonito e grande, era uma cidade muito rica e organiza, mesmo assim tinha vários problemas por toda parte. O grupo de Katashi sentiu-se desconfor

8

Um plano

25 December 2023
0
0
0

No quarto, Katashi costurava o couro tranquilamente, enquanto Hikaro relaxava em sua cama e Hideu brincava de lutinha com Ichiro, que estava pegando leve com ele. — Vamos la! Coloca mais força nesses

---